Muita agitação nos últimos quatro anos na vida da campeã Globalweb, fornecedora de TI. A empresa implantou novas metodologias de gestão, definiu pilares de governança corporativa, aumentou o catálogo de produtos e serviços com uma série de aquisições, contratou consultoria para atrair talentos e investiu alto em data centers e nuvem para o mercado corporativo. “Estas foram só algumas das inúmeras ações visando aperfeiçoar a operação para atender melhor os clientes e para captar investidores, o que exige total transparência e eficiência nos custos e nos processos de gestão”, diz Cristina Boner, presidente do conselho de administração e fundadora da Globalweb.

O resultado foi um crescimento, tanto geográfico quanto nos negócios, em plena retração econômica do país. “Em tempos de crise, a tecnologia é aliada das empresas para melhorar processos e aumentar a produtividade, reduzindo custos”, afirma Cristina. Nesses quatro anos, o número de funcionários aumentou 300%. “Crescemos em dólar nos últimos dois anos.”

Com cerca de 2 mil funcionários, a Globalweb apresenta-se como um conglomerado brasileiro que desenvolve softwares de gestão e segurança, terceirização e infraestrutura de TI, soluções para a plataforma Microsoft e ofertas de nuvem. O grupo tem escritório também em Miami (EUA). Mais recentemente, passou a oferecer franquias.

Entre os movimentos de destaque nos últimos anos, Cristina cita ainda a integração dos corpos técnico e operacional como forma de impulsionar a capacidade de inovar e fortalecer o departamento de pesquisa e desenvolvimento. A Globalweb criou um programa para ajudar os profissionais a obter as principais certificações técnicas de fabricantes e institutos de tecnologias do mundo. Internamente, criatividade e inovação são estimuladas a partir de fóruns quinzenais acessados de qualquer lugar via ferramentas baseadas na rede mundial, como webconferências.

“Aqui discute-se o tempo todo, desde novas tendências até o desenvolvimento de soluções sob medidas para os nossos clientes”, diz Cristina. Todo o conhecimento gerado fica registrado e catalogado em um grande repositório acessível a todos na empresa.

De acordo com Cristina, ao Globalweb acelerou não apensas o desenvolvimento de novos produtos e serviços, mas também o aprimoramento de soluções já existentes. “A capacidade de inovar da empresa levou ao primeiro marketplace de aplicativo de gestão para pequenas e medias empresas, o Vouclicar.com, e ao lançamento constante de softwares, hardwares e serviços.”

Entre as novidades que prometem maior impacto, ela cita o safe 365, que garante o sigilo, a integridade e a autenticidade do correio eletrônico e de arquivos corporativos. Disponível por meio de licença anual, mensal ou mesmo os administradores de rede tenham acesso aos arquivos do ambiente corporativo. “O dono da empresa é o único que consegue visualizar os dados produzidos pelos funcionários sem precisar de autorização”, diz Cristina.

Há muita preocupação na Globalweb com questões socioambientais. Nessa área, administra e investe na Associação de Mulheres Empreendedoras (AME), uma organização da sociedade civil de interesse público fundada por Cristina, que oferece cursos gratuitos, desde montagem de Hardware e software até educação financeira. Cristina foi uma das participantes do projeto Maria da Penha, depois transformado em lei, que criminalizar e pune a violência contra as mulheres.

 

Fonte: Anuário Época negócios 360

Compartilhar/Favoritos

Deixe uma Resposta